Ainda quando um feto
bem menor que a espera
de alguém que tanto paquera
uma flor desabochar
já tinha o nome Dandára
pela raça e pela guerra
e o sonho que um dia ela
seja assim tão camarada
como foram grandes nomes
e outros que ainda vivem
ideias e passos firmes
em nome da liberdade.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Pequenina



Pequenina do meu amor,
vem correndo pros meus braços
Eu guardo pra você
os mais caros lindos sonhos
Vai sorrindo ao mundo em redor
Tudo é novo e belo em seus olhos
Ah, desconhece o mal,
neste mundo de gente grande...

Pequenina do meu amor
Ser criança é como ser uma gaivota livre
Tudo é feito pra brincar, como é bom viver
Descobrindo seu encanto...

Pequenina do coração
Sabe até contar 1, 2, 3 e mostra os dedinhos
E me encanta o seu olhar,
Seu olhar de amor...
Seu sorriso pequenina...
Seu olhar, confiança e amor,
seu sorriso... pequenina

Pequenina do meu amor,
a boneca entre os braços
Seu vestidinho branco e lacinhos nos cabelos
As estrelas brilham no céu
Mas não brilham mais que seu olhos
Ah, você vai crescer...
Ai que pena... ai que pena...

Um comentário:

Dalva disse...

Minha Princesa!
Bjs da mamãe.